O que é a diabetes tipo 2 e como fazer o tratamento correto da doença?

diabetes rio de janeiro

Saiba tudo sobre a diabetes tipo 2 e descubra qual a melhor forma de tratar essa doença que atinge milhões de pessoas no mundo

 

O que é a diabetes tipo 2 e como fazer o tratamento correto da doença?

 

Não existem dúvidas de que a modernidade trouxe inúmeros benefícios para todas as pessoas, certo? Mas como tudo na vida tem seu preço, as doenças consideradas modernas também chegaram na mesma velocidade e intensidade. Uma delas é a diabetes tipo 2, doença que atinge cerca de 70% das pessoas que possuem um quadro clínico de diabetes. Ela tem se tornado uma das doenças mais temidas dos últimos anos, pois tem causa direta com os maus hábitos alimentares e a obesidade.

Através desse artigo, você vai saber o que é a diabetes tipo 2, seus sintomas, como fazer o tratamento correto da doença e como se prevenir.

O que é diabetes tipo 2?

Trata-se de uma doença crônica que altera todo o metabolismo da glicose no corpo. O organismo não consegue mais utilizar o açúcar como fonte de energia e faz com que ele se acumule na corrente sanguínea, causando uma série de problemas de saúde. Uma pessoa portadora de diabetes tipo 2 ainda pode apresentar resistência à insulina, que é produzida no pâncreas e acaba não sendo utilizada da maneira correta.

 

Sintomas

Os principais sintomas da diabetes tipo 2 são: fome e sede excessiva, visão embaçada, vontade constante de urinar, sensação de formigamento nos pés, aparecimento de furúnculos, infecções frequentes nos rins, bexiga e na pele, dificuldade de cicatrização de feridas. Se você está sentindo algum desses sintomas, não hesite em procurar um médico imediatamente.

O maior problema é que pacientes que tem essa doença acabam descobrindo um pouco mais tarde quando os sintomas já estão bem evidentes. Por isso, assim como a hipertensão, ela é considerada uma doença silenciosa. Os sintomas aparecem aos poucos e aumentam de forma gradativa. Muitas pessoas são portadoras de diabetes tipo 2 há anos e nem sabem disso, aumentando e muito o risco para o desenvolvimento de outras enfermidades.

Diagnóstico

Fazer o diagnóstico da diabetes tipo 2 é muito simples. Ela pode ser diagnosticada através de um simples exame de sangue feito em laboratório com o paciente em jejum absoluto de, aproximadamente, 10 horas. O exame, chamado de glicemia de jejum mede o nível de açúcar no sangue do paciente no momento da coleta. Esse exame serve para monitorar o possível aparecimento da diabetes tipo 2.

Os valores de referência e considerados normais se encontram entre 65 e 99 miligramas de glicose por decilitro de sangue (mg/dL). Pessoas que apresentam valores acima de 100 devem ficar atentos para um possível diagnóstico de diabetes. Quem apresentar valores acima de 126 já são detectados como portadores da doença. Todas as pessoas acima de 35 anos devem fazer esse exame, pelo menos uma vez ao ano, para garantir que o nível de glicose no organismo não ultrapasse os limites aceitáveis.

Tratamento

O tratamento contra o diabetes tipo 2 consiste em diminuir os níveis de glicose no sangue para evitar todas as possíveis complicações da doença. Se você se enquadra nessa situação, procure ter um estilo de vida mais saudável, tendo uma dieta balanceada e praticando exercícios físicos aeróbicos, de 3 a 4 vezes na semana. As principais formas de tratamento contra essa doença são:

Exercícios físicos constantes

Fazer atividades físicas regulares é algo de extrema importância no combate à diabetes tipo 2. Exercícios aeróbicos ajudam a manter os níveis de açúcar no sangue controlados, evitando que o paciente engorde, o que pode agravar o quadro do mesmo. Você pode fazer caminhadas ao ar livre, natação, andar de bicicleta, corrida, ou seja, qualquer atividade que te faça transpirar e acelerar seus batimentos cardíacos.

Vale ressaltar que antes de iniciar qualquer atividade física, você deve fazer uma avaliação médica completa. O tempo de duração mínimo dos exercícios também conta e deve ser de 45 minutos a 1 hora, de 3 a 4 vezes na semana.

Bons hábitos alimentares

Talvez essa seja a melhor forma de tratamento contra a diabetes tipo 2. Ter uma dieta balanceada com frutas, verduras e legumes é essencial. Evite, ao máximo, carboidratos (que possuem um alto índice glicêmico), frituras em geral, doces e refrigerantes, pois eles aumentam as taxas de glicose no sangue, fazendo a doença se agravar ainda mais.

É importante que a dieta em si seja prescrita por um médico após a análise do histórico, pois existem diferentes tipos de diabetes e diferentes dietas e restrições alimentares. Cada paciente deve ser analisado individualmente.

Verificar a glicemia

Verificar a taxa de glicose no sangue periodicamente também é uma excelente forma de tratamento contra a diabetes tipo 2. É pelo valor da taxa que pode se determinar melhor sua alimentação e os exercícios físicos que poderá fazer. No caso da diabetes tipo 2, o médico é que vai dizer quantas vezes por dia a glicemia poderá ser medida.

Prevenção

Pessoas com histórico familiar ou que estejam em grupos de risco em relação à doença, devem tomar cuidados em relação ao peso corporal, controlar a pressão arterial, evitar fazer uso de remédios que possam prejudicar o funcionamento do pâncreas, alimentar-se de forma balanceada, não fumar e fazer atividades físicas regularmente.

Vale ressaltar que um paciente portador da diabetes tipo 2 poderá ter uma vida normal, desde que siga corretamente todas as orientações médicas e faça o monitoramento constante das taxas de açúcar no sangue. A doença pode ser controlada, assim como a pressão arterial, mas infelizmente ainda não tem cura definitiva.

 

Ainda tem dúvidas sobre o que é diabetes tipo 2 e seu tratamento? Sem problemas. Preparamos um artigo exclusivo para te ajudar a entender os maiores causadores do diabetes e prevenir-se de maneira correta confira no nosso blog outra matérias sobre diabetes.

Gostaria de agendar uma consulta com um especialista?
Faça uma cotação gratuita no nosso site www.camim.com.br e receba um contato do conforto do seu lar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *